Explore os conteúdos

O nosso cérebro precisa apenas de 7 segundos para criar uma imagem de uma pessoa quando a vê pela primeira vez!

Assustador não é? Ainda mais quando se tem que falar em público.

Se você treme só de pensar que tem que se colocar de pé para fazer um brinde a um amigo, fica com náuseas só de pensar que tem que falar na reunião da empresa, ou fica a suar em bica ao fazer a apresentação de um trabalho na faculdade,…

…Tenha a certeza de que não está sozinho!

Grandes actores, até actores oscarizados, têm medo de falar em público.

Falar em público não é, na verdade, nada fácil. Mas há quem o torne aparentemente fácil, como é o caso de Victor Küppers no TEDxAndorralaVella. Apesar do vídeo estar em espanhol e com algumas palavras em catalão é algo que vale a pena assistir. E, como Victor chamou à sua apresentação, é tudo uma questão de atitude!

O medo de Falar em público é considerado pela maioria das pessoas como algo verdadeiramente limitador e assustador. Existem mesmo pessoas que colocam o medo de Falar em Público à frente do medo da morte.

Os motivos do medo de falar em público são vários. Vão desde o medo de errar, de não ter conhecimentos suficientes, do riso dos outros se não correr bem, de se esquecer de algo, de não saber responder a alguma pergunta mais difícil, de ser contrariado por alguém do público, etc.

Estes motivos são criados pela imagem negativa que você tem de si, pela sua auto-imagem negativa.Altere a visão que tem de si mesmo, melhore a sua auto-imagem e por consequência a sua auto-estima e verá desvanecerem-se muitos desses motivos.

O nervosismo, esse é uma constante em quem fala em público. O segredo não está em eliminá-lo mas sim em dissimulá-lo!

Existem técnicas que pode aprender que lhe permitem dissimular os sintomas físicos e psicológicos que podem ser detetados pela plateia: voz trémula, manipular exageradamente um objecto, mover-se de forma desordenada, etc.
No entanto, não existem soluções instantâneas, pois essencialmente trata-se de um processo interior que tem a ver com a gestão de emoções, sentimentos e auto-estima.

Muitos atores, executivos e políticos usam os processos de coaching para os ajudar a melhorar esta competência, principalmente quando as dificuldades estão relacionadas com o excesso de timidez e passividade na sua atitude comunicacional.

Cada vez mais as competências de comunicação oral são procuradas pelas empresas. Saber fazer uma boa exposição oral, saber responder de forma segura e persuasiva numa entrevista de emprego é o que o irá distinguir da concorrência.

Oradores que conseguem falar de maneira eficaz em público conseguem a admiração dos demais, pois todos sabem o quão difícil é!