Explore os conteúdos

Na parte 2 do artigo enunciámos algumas das características que pode treinar se se quiser transformar numa pessoa positiva.

Mas para que haja efetivamente uma mudança de atitude, não basta treinar algumas características… há que o querer genuinamente! 
O querer muito algo, leva-nos a sair da nossa zona de conforto. E sair da zona de conforto faz-nos crescer!

Apesar de termos uma tendência natural para nos mantermos na nossa zona de conforto, em situações de adversidade somos obrigados a sair dela e nesses casos, na maioria das vezes, tornamo-nos melhores pessoas e com uma maior capacidade de reagir a dificuldades futuras.

A adversidade deve ser vista como uma ferramenta que nos ensina a fazer ajustes á nossa forma de fazer as coisas e a tentar novamente.
Se Edison não tivesse sido uma pessoa com uma atitude tão positiva ele teria desanimado quando aos 67 anos o laboratório que tinha construído e que era mundialmente famoso se incendiou. Mas não, reconstruiu o laboratório e continuou a trabalhar mais 17 anos.

Á luz da Programação Neuro Linguística (PNL) os nossos Resultados estão dependentes do nosso Comportamento que por sua vez está dependente do nosso Estado.

Explicando isto de outro modo: a maneira como nos Sentimos num determinado momento (estado) vai influenciar a nossa Atitude nesse momento (a nossa atitude expressa-se pelo comportamento), que por sua vez vai influenciar os Resultados que vamos obter.

A PNL tem como objetivo recuperar a escolha, e se já existe alguma escolha, ajudar-nos a ter mais escolhas…a encontrar novos caminhos.

Ao escolhermos alterar o nosso Estado estamos a encontrar outros caminhos, pois estamos a escolher mudar a nossa Atitude perante nós e os outros e estamos a desenvolver uma característica imprescindível num mundo em contínua mudança: Flexibilidade Comportamental.

E como é que nós conseguimos, desde que o queiramos, alterar o nosso estado? Alterando a nossa fisiologia!

A nossa fisiologia tem uma influência enorme no modo como nos relacionamos com os outros, senão vejamos: O nosso estado e as nossas emoções são influenciados em grande parte pela nossa fisiologia (forma como usamos o nosso corpo) e o impacto da nossa comunicação nos outros é 7% palavras, 38% tom de voz e 55% fisiologia. Não é difícil concluir que para alterarmos os nossos resultados deveremos alterar principalmente a nossa fisiologia!

Quando se estiver a sentir cansado a fazer algo experimente mudar de posição, levantar-se um pouco ou simplesmente recostar-se, verá a sua atenção melhorada porque simplesmente a sua atitude perante o que estava a fazer mudou.

Dois dos princípios da PNL dizem:
• As pessoas não são o seu comportamento. Aceita a pessoa muda o comportamento.
• Somos responsáveis pela nossa mente logo pelos nossos resultados”

Chris Evert, uma das maiores atletas femininas de todos os tempos, comentou: “O que separa os bons jogadores dos excelentes é a atitude mental. Se a mente for forte, consegue fazer praticamente qualquer coisa que quiser”

Deixo-vos com uma frase que resume de um modo extraordinário tudo o que foi escrito:

”A maior descoberta da minha geração é que o ser humano pode alterar a sua vida, alterando a sua atitude mental.” - William James, psicólogo